sábado, 26 de dezembro de 2015

Festival da Música Caipira de São Luiz do Paraitinga

"Se um violeiro toca a viola
o violeiro e o amor se tocam..."
(Um violeiro toca- Almir Sater)
Festival de Música Caipira de Raiz de São Luiz do Paraitinga

Eu tranquilamente desafio qualquer pessoa à ir num fim de semana aleatório à São Luiz do Paraitinga sem que a cidade não esteja mergulhada em alguma festa, festival, ou encontro de cultura. Se, de fato, não houver nenhum evento, meu desafiante é um azarado, porque em quase todos sábados e domingos, os luizenses se organizam para comer, tocar música e brincar em suas ruas, praças, igrejas, ou no charmoso Mercado Municipal.

Normalmente, vamos para cidade sem pretensões e lá acabamos nos envolvendo nas festividades. Foi assim no delicioso Festival da Comida Caipira, que nos surpreendeu com verdadeiros banquetes e música de primeira. Mas dessa vez última vez não foi assim. Saímos de São Paulo já preparados para o que esperaríamos: o Festival da Música Caipira de Raiz, que apesar de menos badalado que as outras festas da cidade, foi uma experiência autêntica e deliciosamente caipira, que relato nesse post.



Festival de Música Caipira de Raiz de São Luiz do Paraitinga
Palco do Festival de Música Caipira

Sou apaixonada por São Luiz do Paraitinga e não é de hoje. E também me encanta a música sertaneja de raiz, desde menina. Como, então, não participar do Festival de Música Caipira da cidade? Pois foi o que fizemos esse ano, num delicioso fim de semana de dezembro.

Festival da Música Caipira de Raiz

Saímos de São Paulo no sábado de manhã e ainda chegamos a tempo de almoçar a comidinha caipira no nosso restaurante favorito da cidade, comprar nossa cachacinha preferida da vida e ainda descansar para o festival que começaria à noite. Não fiz fotos do primeiro dia de competição, então todas as imagens desse post são do domingo, quando foi realizada a final do concurso.

Festival de Música Caipira de Raiz de São Luiz do Paraitinga
Violeiros saem do Mercado Municipal
(essa dupla era de dois guris de 16 anos e ficaram em 2o lugar no festival)

O festival foi no histórico Mercado Municipal da cidade, o mesmo que também recebe o Festival da Comida Caipira, a Festa Junina e outros eventos da cidade. O quadrilátero mais festivo da cidade, estava todo preparado para receber os violeiros, que iam chegando e se inscreviam pouco antes do evento acontecer, enquanto uma dupla se apresentava na abertura do evento.

Os músicos inscritos eram quase todos da região do Vale do Paraíba, incluindo Lagoinha, Taubaté e Monteiro Lobato, além dos próprios luizenses, que eram a maioria. Não era obrigatório que a composição fosse inédita, mas foi lindo de ver que a maioria das canções eram autorais e desconhecidas do grande público. E isso é algo que e encanta nessa cidade: como seus moradores são autênticos e criativos! Basta que dois, ou três violeiros se encontrem para uma música ser criada. Não é à toa que figuras famosas dessa terra boa, como Elpídio dos Santos e Oswaldo Cruz tenham sido tão inspirados pela vida que levaram aqui.

Festival de Música Caipira de Raiz de São Luiz do Paraitinga
Gabrielzinho da Viola, representante da nova (e talentosa) geração de violeiros 

De todos os concorrentes, dez foram selecionados para a finalíssima do domingo. Fiquei emocionada de ver a presença marcante e talentosa de violeiros jovens e extremamente talentosos, que se apresentaram com seriedade e competência. Mas não posso deixar de homenagear os violeiros da velha guarda, como o figuraça do Seu Nelsinho Mato Dentro com seus causos e gritos de iêêêpa que já são parte do patrimônio de São Luiz do Paraitinga, ou a doçura e caipirice faceira de Seu Jorge Faustino de Lagoinha, que cantou lindas moda de viola para abastecer o som antes de competir a valer.

Festival de Música Caipira de Raiz de São Luiz do Paraitinga
Os troféus e medalhas dos 3 primeiros colocados

Estar ali junto daquelas pessoas simples e felizes, que fazem sua música por puro amor à arte foi gratificante e nem saberia dizer qual dos concorrentes foi o meu preferido.

Para os jurados, os melhores foram uma dupla de Taubaté, João Pedro e Paulo Marques, que de fato eram muito bons músicos e se apresentaram muito bem. No segundo lugar, ficaram os irmãos José Júnior e Gabriel de apenas 15 anos e que me fizeram chorar cantando de forma simples e emocionada. E no terceiro lugar, os luizenses Souza e Souzinha, que no sábado do festival tinham ficado conosco na praça tocando até altas horas da noite.

Festival de Música Caipira de Raiz de São Luiz do Paraitinga
João Pedro e Paulo Marques recebem o prêmio das mãos do vendedor de algodão doce mais querido da cidade, ao lado do Secretário de Cultura, Leandro Barbosa

No encerramento do evento, ainda tivemos a honra de assistir a recém criada Orquestra de Viola Caipira de São Luiz do Paraitinga, em sua primeira apresentação pública realizada com maestria e amor, por onze talentosos violeiros da cidade.

Festival de Música Caipira de Raiz de São Luiz do Paraitinga
Orquestra de Viola Caipira de São Luiz do Paraitinga
(em sua primeira apresentação ao público)

Ficamos até o último suspiro do Festival e voltamos pra São Paulo ainda mais apaixonados por essa terra de mestres e artistas, que parece que não cansa de exalar cultura.


Informações Práticas

Como chegar em São Luiz do Paraitinga?
Rodovia Oswaldo Cruz, que liga Taubaté à Ubatuba é a melhor opção para chegar à cidade, que tem suas duas entradas com acesso fácil e sinalizado nessa estrada. São apenas 175km de São Paulo, numa viagem rápida e agradável, por estradas com bom asfalto.

Quando ocorre o Festival?
Não tem data fixa, até porque o Festival de Música Caipira ficou um bom tempo sem acontecer e ainda está se afirmando na cidade. O melhor jeito de saber a data dessa e de outras festas da cidade é entrando na página da prefeitura, nesse link.
Existe também um grupo esperto no Facebook, onde o Leandro Barbosa (secretário de cultura da cidade) vai atualizando com a programação cultural. O link pra esse grupo é esse.



Nenhum comentário:

Postar um comentário