domingo, 28 de abril de 2013

Pelo Peru: Arequipa e Vale do Colca

Vale do Colca, perto de Arequipa no Peru
Vulcão Misti
Arequipa entrou no nosso roteiro às pressas. Não queríamos deixar de conhecer, mas não haveria muito tempo dísponível. Tínhamos apenas dois dias para conhecer a região: um dia para cidade de Arequipa e um (rápido e cansativo) dia pelo Vale do Colca. Sem dúvida, ficou um gostinho de quero-mais e uma vontade de voltar com mais tempo e conhecer cada pedacinho de uma das regiões mais modernas e, ao mesmo tempo, bonitas do Peru.

Pelas ruas de Arequipa

Acordamos tarde e aproveitamos o dia de folga para andar de chinelo e sem compromisso, pelas ruas de Arequipa. Nesse momento, a altitude já não me incomodava mais. A cidade é linda e uma das mais modernas do Peru. Tem uma suntuosa Plaza de Armas, dominada pela enorme catedral, construída de uma pedra vulcânica chamada sillar, que lhe dá o característico aspecto de brancura celestial.

Plaza de Armas de Arequipa no Peru.
Plaza de Armas de  Arequipa

Monastério de Santa Catalina

Caminhamos tranquilamente pela cidade e logo chegamos ao Monastério de Santa Catalina. Inicialmente, fizemos uma visita guiada muito esclarecedora sobre a história do lugar. Depois, caminhamos sozinhos  pra aproveitar o clima ameno de lá. O convento é enorme e era considerado uma cidade dentro da cidade de Arequipa com ruas próprias, jardins, grandes áreas verdes, praças e até um cemitério. A arquitetura peculiar me lembrou algumas fotos que já vi de aldeias gregas com casinhas claras e paredes meio arenosas.

Monastério de Santa Catarina, em Arequipa no Peru.
Pátio da entrada do Monastério de Santa Catalina

Monastério de Santa Catarina, em Arequipa no Peru.
Claustro 

O convento foi fundado em 1579 e pra lá eram mandadas as filhas dos mais ricos descendentes de espanhóis, da época. Muito me impressionou a riqueza do lugar: cada freira possuía seu próprio claustro, cozinha e uma escrava para os serviços.

Monastério de Santa Catarina, em Arequipa no Peru.
Antiga cozinha de uma das freiras

Lindos jardins circundam as alas e cada ala tem uma cor própria com significados diferentes. As noviças entravam nas alas mais simples e iam "ascendendo" na hierarquia religiosa e ganhando mais poderes e regalias, com o passar do tempo.

Monastério de Santa Catarina, em Arequipa no Peru.
Alas vermelha e azul

Atualmente, as freiras são em menor número e vivem com votos de pobreza, numa área restrita do convento, que os visitante obviamente não tem acesso.


Saímos de lá encantados, mas famintos! O Thi estava louco para comer um ceviche tradicionalmente peruano e descobrimos um restaurante especializado, o Cevillano. Fomos direto pra lá. Valeu a pena! O ceviche estava delicioso e eu comi um tacu-tacu que me dá água na boca de lembrar.

Almoço típico peruano, em Arequipa
Almoço no Cevillano

Nosso dia ainda não tinha acabado e queríamos ainda conhecer mais um lugar: o famoso Museo Santuários Andinos, onde encontra-se a incrivelmente bem preservada múmia da jovem Juanita, encontrada na década de 90, no Vale do Colca.
O passeio começa com um documentário bem interessante da National Geographic sobre a expedição que descobriu Juanita. Ela provavelmente era considerada uma divindade e com apenas  13 anos foi sacrificada com um duro golpe na cabeça, uma oferta dos incas aos deuses para garantir prosperidade ao seu povo. Juanita foi descoberta por acaso, após a erupcão do vulcão Ampato, quando houve um degelo e a múmia literalmente "rolou morro abaixo". Se não fosse encontrada, rapidamente seria decomposta sob a ação do sol e do calor.
Confesso que criei tanta expectativa pra ver a múmia que acabei me decepcionando um pouco: ela é pequena, fica numa sala escura e protegida com um vidro tão grosso que mal conseguimos ver lá dentro, além de estar quase toda submersa em gelo! Juanita encontra-se em posição fetal e precisamos nos esforçar pra conseguir ver seu rosto. Mas vê-la, de fato, dá um frio na barriga pela preservação tão perfeita de suas características físicas! É como uma estátua, mas de alguém que já teve vida.


Voltamos pro hotel e organizamos nossas coisas pro dia seguinte, que começaria bem cedo!


O Vale do Colca e seus encantos

Fizemos o passeio mais corrido e menos completo pelo Vale do Colca, mas infelizmente com nosso roteiro corrido tivemos que fazer algumas escolhas difíceis, deixando alguns bons lugares para trás. Um dia para conhecer o Colca é pouco, cansativo e corrido, mas era isso, ou nada. 
Contratamos um passeio clássico, que sairia às 3h da manhã (e as 2h40 eles já estavam nos esperando, o que nos deixou bem constrangidos, pois deixamos os outros turistas nos esperando por 20 minutos). Entramos numa van apertada, mesmo pros meus 1,55m. Dessa vez, não demos muita sorte com o guia, nem com o grupo e o povo era bem antipático, exceto por um paulista, que veio falar comigo e no how are you eu já percebi no sotaque que era brasileiro.
Não consigo me adaptar a esse turismo do "olhar, bater foto e ir embora" e reparo que o tipo de turista que faz isso é menos interessante e mais arrogante do que aquele que está, de fato, interessado em conhecer o lugar e mergulhar na cultura local.

Seguimos por cerca de duas horas por uma estrada empoeirada e lá pelas 5h, fizemos nossa primeira parada, em Patapampa, o ponto mais alto do Colca, a impressionantes 4900m de altitude. A paisagem é de um deserto lunar e o frio é de rachar. Segundo nosso (mal humorado) guia estava -15oC.  Na realidade, devia estar  uns 5oC. O lugar era considerado sagrado pelo incas e ali eles ofereciam ao deus Apu as suas oferendas, chamadas apachetas. As apachetas eram pequenas torres de pedra empilhadas umas em cima das outras. Em Patapampa, vemos milhares delas, mas hoje são apenas lembranças dos turistas, pois a apachetas incas já não existem mais.

Patapampa, no Vale do Colca no Peru.
Patapampa

Não conseguimos curtir muito o lugar, porque logo o guia já estava nos apressando pra seguir adiante.
Nossa próxima parada era Chivay, uma pequena cidade no meio do vale, que serve de base para todos os passeios do Colca. Quem vai com tempo, acaba dormindo aqui.

Chivay no Vale do Colca no Peru.
Chivay, base para os passeios do Colca

A parada em Chivay foi para o tempo apenas de fazer o desjejum e já levantamos acampamento. Seguimos uma estrada esburaca e estreita, que serpenteia o Vale do Colca e a paisagem fica cada vez mais impressionante! É aqui que nasce o Rio Amazonas e o Rio Colca é uma das suas fontes. O vale é de uma fertilidade exuberante com agricultura vasta com as características típicas da plantação inca, com  os típicos socalcos nos pés das montanhas.

Vale do Colca no Peru.
Vale do Colca

Com  breves paradas pra fotos e comércio (nossa turminha do turismo predatório no nível hard foi a loucura), seguimos até nosso objetivo: o mirante Cruz del Condor, onde tentaríamos avistar a atração principal do passeio: o enorme condor andino!
A van parou num ponto e seguimos uma pequena trilha costeando o Cânion do Colca e eu fiquei extasiada! Ele é considerado o segundo maior cânion do mundo, com impressionantes 3400m de profundidade e os sulcos na sua encosta, produzidos pelos frequentes abalos sísmicos da região dão uma força exuberante à natureza daquele lugar.

Cânion do Colca no Peru.
Cânion do Colca
Eu ainda não estava totalmente recuperada do impacto que aquela paisagem tinha me causado, quando  de repente, surgiu em cima das nossas cabeças, enorme e portentoso, o primeiro condor daquela manhã. Minha primeira reação foi de me abaixar e proteger, tamanho o poder que aquele animal transmite. Não fui ágil o suficiente para fotografá-lo,pois fiquei mesmo paralisada com a grandiosidade do bicho.

Mais alguns minutos e surgiram outros. Três ou quatro condores, que davam rasantes em cima de nós plainando tranquilos por cima do cânion com suas asas gigantes (que podem chegar a 3m, de extensão, quando abertas). Quando estavam longe de nós, pareciam pequenos na imensidade do cânion, mas próximo mostravam sua força. Foi um espetáculo deslumbrante.

Condor no Vale do Colca no Peru.
Condor Andino, no seu habitat natural

O caminho de volta foi feito às pressas, com breve parada em Chivay para o almoço e logo retornamos para Arequipa. Chegamos no hotel no começo da noite, arrumamos as malas e seguimos pra mais uma pernoite no ônibus,voltando para Cusco. Nosso próximo destino destino seria o Vale sagrado e, finalmente, Machu Picchu.


Mais fotos de Arequipa e Vale do Colca:

Monastério de Santa Catalina, em Arequipa no Peru
Monastério de Santa Catalina

Vulcão Chacani, em Arequipa no Peru
Vulcão Chacani

Patapampa, no Vale do Colca no Peru
Patapampa



Vale do Colca no Peru
Vale do Rio Colca

18 comentários:

  1. Oi Ana, aqui é o lugar certo deu escrever, mandei a pergunta abaixo dos passeios que você fez em Puno aí acabei te confundindo rsrsrsr desculpa. Vamos lá,é que nós vamos pra Arequipa e temos no máximo 2 dias e meio, no primeiro dia vamos fazer os passeios lá pelo centro, plaza del armas e por aí vai, no segundo dia queremos ir fazer esse passeio aí de um dia no Vale do Colca pra ver o voo do condor e o Canion, então gostaria de saber de você se vale a pena mesmo sendo rápido. Tipo entre ir rápido e não ir vc preferiu ir rsrsrs então estamos mais ou menos assim...tipo quanto foi o valor e onde vc encontrou a agência lá em Arequipa. Desculpa mais uma vez é que ja to ficando contaminado pela ansiedade rsrsrs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sei bem como é essa sensação de ansiedade! Mas essa é uma ansiedade que é gostosa demais de sentir! hehehehe
      Bem, entre ir rápido e não ir, eu escolheria ir, sem dúvida! Ficar dois dias e meio em Arequipa e não ir no Colca seria uma maldade. Uma outra possibilidade é fazer o passeio de dois dias no Colca e ficar meio dia em Arequipa. Se vcs curtem, tem uns trekkings por lá. Arequipa é uma cidade linda, mas achei o Colca mais espetacular. Pra mim, a única coisa imperdível de Arequipa foi o Convento de Santa Catalina. Se eu tivesse dois dias e meio, acho que investiria dois dias no Colca.
      Qualquer coisa, grita! rsrs
      Abraços

      Excluir
  2. Olá Ana, tudo bem ? Parabéns pelo post... ele só me deixou mais ansioso hehe
    Não tenho muito tempo, nesse caso não daria para eu visitar Puno (Lago Titicaca) e Arequipa na mesma viagem :/
    Entre Puno e Arequipa, o que vc me recomedaria (eu chegaria a Arequipa cedo e teria mais 2 dias) ?? Muito obrigado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. João Carlos, que pergunta difícil a sua! rs
      Penso que essa decisão é muito pessoal e depende de que tipo de experiências você pretende ter na sua viagem. Arequipa é uma cidade urbanizada, moderna, cosmopolita. Aqui vc encontra vários atrativos culturais, como o Convento de Santa Catalina, ou o Museu Santuários Andinos (onde encontra-se a famosa múmia Juanita). Em termos de belezas naturais, há o Vale do Colca com seus vales e cânios.
      Já Puno, apresenta o laga mais alto do mundo, o Titicaca, com suas ilhas e povos exóticos. Sim, conhecer Amantaní e dormir na casa de um nativo foi uma das experiências mais intensas que já tive na vida, mas tivemos que abrir mão do conforto (inclusive de banho) e superar o mal da altitude, que me pegou de jeito.
      Enfim, a experiência no Titicaca me marcou mais por ter me permitido conhecer e vivenciar uma cultura tão diversa, mas foi uma superação de limites para mim.
      Veja o que for melhor pra sua expectativa de viagem: se estiver disposto a encarar a ilha Amantaní e descobrir um mundo inimaginável, eu recomendo fortemente. Se preferir uma viagem mais tranquila e confortável, Arequipa é o destino. Mas uma coisa é certa: você vai gostar de qualquer um dos lugares, pois ambos são incríveis!
      Não sei se ajudei, ou criei mais dúvida pra você! hehehe
      Abraços

      Excluir
    2. Ana, eu sabia que tinha jogado uma bomba na sua mão fazendo essa pergunta hehe...
      Mas não, não me colocou mais dúvidas, muito pelo contrário. Acredito , que pelos relatos em vários blogs, principalmente o seu, é muito difícil desfrutar das riquezas do Perú em uma oportunidade apenas. Optei por Arequipa. Como eu disse tenho dois dias inteiros e mais o dia que chegar pela manhã. Vou tentar fazer o passeio do Canion de 2 dias, e no dia que chegar passear pela cidade. O passeio do Canion termina muito tarde ?? Penso em pegar um bus à noite de volta a Cusco no dia em que chegar do tour. Muito obrigado Ana, com certeza ajudou muito ;)

      Excluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Olá Ana, minha dúvida é a seguinte. Esse passeio para o Colca vc comprou antecipado, ou pode ser encontrado nos hoteis? mto obrigada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Vanessa. Não compramos antecipado, não. Compramos na véspera. Existem várias agências na Plaza de Armas de Arequipa que fornecem o serviço e, sim, o hotel também pode te ajudar a encontrar uma agência. Abraços

      Excluir
  5. Oi Ana
    parabéns pelo relato! Agora estou super animada pelo Vale del Colca. Temos 2 dias e meio em Arequipa, mas estou mas com vontade de aproveitar Arequipa com calma e deixar o passeio do Colca para o bate e volta mesmo. Pelo que entendi, você fez o passeio e no mesmo dia ja pegou o onibus noturno, correto? Que horas era seu onibus? Deu tempo tempo tranquilo? Deve ter sido terrivel passar a noite no onibus depois de um dia tao cansativo nao? O nosso onibus sairia de Arequipa as 21 hs.

    ResponderExcluir
  6. Renata, saímos de Arequipa logo depois do passeio do Colca, sim. Acho que pegamos o onibus das 22h, mas não lembro exatamente do horario. Pernoitar em ônibus é sempre mais cansativo, mas a vantagem é que os ônibus peruanos são muito confortáveis. Boa viagem!!! :)

    ResponderExcluir
  7. Ola Ana, tudo bem? então estarei indo para Arequipa (Peru) dia 28 de Junho e ficarei 1 mês, Gostaria de Algumas dicas de passeios, estarei indo para Machu Picchu também, gosto de coisas surpreendentes!! obrigado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Edson, sem dúvida que o que mais me surpreendeu e me emocionou no Peru foi o passeio pelo Lago Titicaca, incluindo uma pernoite na Isla Amantani, no meio da lago, dormindo na casa de nativos. A maioria dos turistas, faz o passeio de apenas um dia e perdem essa experiencia única e transformadora. Eu recomendo MUITO. Relatei a nossa experiência aqui:
      http://porai-viajando.blogspot.com.br/2013/04/peru-parte-2-o-lago-titicaca.html

      Espero que lhe inspire! :)
      Abraços

      Excluir
  8. Oi ana! Vc acha que dá para fazer esse tour bate e volta, chegando em arequipa a tempo de um voo para Lima as 20:40?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Yanna! O tour chega de volta à Arequipa no começo da noite (17h mais ou menos). Em tese, até dá pra chegar à tempo no aeroporto, mas é um risco, né? Você vai depender muito da sorte de não ter nenhum atraso no passeio e precisa somar à isso o tempo de deslocamento do seu hotel até o aeroporto. Uma sugestão é negociar com a agência de turismo pra te deixar direto no aeroporto no fim do passeio, daí vc ganha tempo de deslocamento.
      Mas, volto a dizer, é arriscado! Se você tem mais dias em Arequipa, tente fazer o tour em outro dia e deixe esse último dia para aproveitar a cidade (que é linda) sem correria!
      Abraços

      Excluir
  9. Gente, estou neste momento fazendo o passeio do colca com 2 dias, apesar dos comentário de que seria melhor fazer em dois dias estou achando a maior roubada, agora são 14:31 da tarde e estamos num muquifo, sem ter o que fazer e achando a cidade horrível. Decididamente apesar de corrido seria interessante conhecer em um dia.
    E de preferência antes de Cusco, senão o pouco que tem a oferecer perde a graça.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que pena, Amanda! Era bom que vc nos dissesse qual agência vc contratou para que fujamos dela! Que passeios foram contratados? Eles deixaram de fazer algum, ou aceleraram no trajeto?

      Excluir
    2. Amanda, pelaaa amooor, me diga qual foi essa agência porque estou pesquisando os passeios agora!!! rsrs
      Ana, qual foi a agência e os valores que vocês pagaram pelo passeio?!
      Ps. Dentre tantos blogues o nativos do Mundo me cativou, estou amando conhecer os lugares e suas histórias, contadas por você(s)!!
      Beijo Grande
      Andréa

      Excluir
  10. Bom dia! Qual o valor do passeio de um dia e qual foi a hora de chegada em Arequipa?

    ResponderExcluir