quarta-feira, 11 de novembro de 2015

Descobrindo Bertioga

Barco de pesca no Canal de Bertioga

Nem tão linda quanto Paraty e Ubatuba, nem tão urbanizada quanto Santos e Guarujá. Essa é a impressão que tenho de Bertioga desde a primeira vez que lá fui, assim que me mudei pra São Paulo nos idos de 2008. Uma cidade pacata e com ares de interior, que ainda guarda algumas poucas praias escondidas e inexploradas, como a linda e selvagem Praia de Itaguaré. Mas também com um bairro luxuoso e todo planejado, com o curioso nome de Riviera de São Lourenço. Bertioga vive esse dilema atual e explícito: preservação, ou desenvolvimento?

Descobrindo Bertioga

Na minha opinião, o trecho mais típico da cidade fica nas proximidades do Canal de Bertioga, que faz a divisa com o Guarujá. Quando penso em Bertioga é esse pedacinho da cidade que me vem a cabeça. De fato, caminhar pela orla entre o canal e a praia, com aquela brisa gostosa do mar no rosto é uma delícia e me traz muito boas lembranças da cidade. E é certeza também de cruzar com pescadores e caiçaras, assim como de avistar lindos e charmosos barquinhos de pesca, que entram e saem do canal a todo tempo. Além disso, é ali, no comecinho da praia e protegendo a entrada do canal que fica o charmoso Forte São João.

Barco de pesca no Canal de Bertioga
Barco de pesca no Canal de Bertioga

Entrada do Canal de Bertioga
Entrada do Canal de Bertioga

O Forte São João de Bertioga

Construído em 1540 pelos portugueses, o então Fortim de São Thiago serviu para proteção do porto de Santos contra invasão de corsário e piratas. É considerado o mais antigo forte brasileiro e apenas no século XVIII teve seu nome rebatizado para o atual Forte São João da Bertioga, quando a capela que então existia na praia foi destruída por uma intensa ressaca e a imagem de São João foi guardada no interior da fortificação.

Forte São João de Bertioga

O lugar esteve praticamente abandonado por muitos anos até que em 1996 o Iphan tomou posse, iniciando um processo de conservação e restauro, que terminou em 2001, quando o Forte foi considerado Patrimônio Histórico e, atualmente, concorre para entrar na lista de patrimônio mundial da UNESCO.

Forte São João de Bertioga
Forte São João e Canal de Bertioga

Ali perto do Forte, algumas empresas organizam um passeio de escuna por praias do Guarujá, num passeio bacaninha, apesar de não ser imperdível. Fizemos o passeio num fim de tarde bem fresquinho, o que não me animou muito de cair no mar, mas valeu pelas paisagens que vimos do barco. A bateria da câmera acabou assim que saímos do Canal de Bertioga e entramos no mar e a única foto que ficou de lembrança foi essa abaixo.

Passeio de escuna saindo do Canal de Bertioga
Passeio de escuna saindo do Canal de Bertioga

Praia de Indaiá

Mas, apesar da região do Canal ser a minha preferida na cidade, minha primeira vez com o Thiago em Bertioga foi em outro lugar: a movimentada Praia de Indaiá, num bate-e-volta a partir de São Paulo, que nos rendou um lindo entardecer. Isso foi nos idos de 2012 e de lá pra cá, descobrimos outras praias na cidade que nos agradaram mais do que ela.

Pôr do Sol em Indaiá, praia de Bertioga.
Entardecer na Praia de Indaiá

Não que Indaiá não seja bonita, mas é bastante urbanizada e agitada, que são características que sempre fugimos, mas vale pelo mar de águas calmas e o fácil acesso.

Praia de Itaguaré

Foi justamente procurando algum lugar menos urbanizado e mais preservado dentro de Bertioga que descobrimos a linda Praia de Itaguaré, um cantinho ainda selvagem em meio ao avanço imobiliário que atinge a Baixada Santista. Aqui, esquecemos que estamos tão próximo de São Paulo e a vida parece estar parada no tempo. O mais esplêndido dessa praia é o fabuloso encontro do Rio Itaguaré com o mar que tem uma enorme boca e sinuosas curvas, que são de um exotismo único.

Praia de Itaguaré em Bertioga
Praia de Itaguaré
(foto do celular)

Praia de Itaguaré, um dos poucos trechos de Mata Atlântica preservados em Bertioga.
Rio Itaguaré
(foto do celular)

Os poucos caiçaras que moram na região, vivem com energia de gerador, pois a luz elétrica ainda não chegou por aqui. Infelizmente, estivemos na região num dia de chuva e não conseguimos aproveitar tudo que esse lugar tem a oferecer, mas sem dúvida que voltaremos em breve, pois esse é um pedacinho do litoral de Bertioga que merece ser explorado com calma.
Os ambientalistas da região travam aqui uma batalha importante contra a pressão imobiliária que vê em Itaguaré um local de rico potencial econômico para construção de condomínios residenciais. A briga é justamente para que uma das poucas praias preservadas da região seja mantida assim, pelo bem de todos.

Bertioga


E Bertioga ainda guarda outros segredos que precisamos explorar sem pressa. Um passeio descompromissado pela cidade e suas praias fazem um fim de semana mais feliz.


Mais sobre a Serra do Mar:

2 comentários:

  1. Ana, mesmo as fotos tiradas com o telemóvel (celular) ficaram maravilhosas. Imagino a beleza do cenário. Um roteiro por todo o litoral brasileiro não seria maravilhoso?
    Abraço, votos de uma linda semana
    Ruthia d'O Berço do Mundo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ruthia gentil como sempre! Obrigada, querida!
      Sim, um roteiro por todo o litoral é meu sonho! :)

      Boa semana pra você também!
      Bjos

      Excluir