segunda-feira, 18 de julho de 2016

Lagos, Algarve, descobrimentos e loucuras

Lagos, no Algarve, em Portugal.

Poucas horas de viagem de ônibus desde Sevilha nos levaram à Faro, a maior cidade do Algarve. Não passamos lá nada além do tempo de alugar um carro e pegar a estrada, pois nosso objetivo do dia era mesmo chegar na charmosa Lagos, alguns quilômetros distante dali. Não sem antes sermos surpreendidos no caminho por lindas paisagens, como a da Praia da Marinha, que já escrevi nesse post aqui e que fez com que chegássemos no nosso destino final apenas no fim do dia.

Quando, finalmente chegamos, a sensação era a de estar em casa: o nosso idioma, as casinhas com espaldar colorido, os azulejos nas fachadas, as pedras portuguesas. Tudo ali fazia com que tivéssemos a sensação de já ter estado antes na cidade. Aquele era o nosso lugar. Matar um pouco da saudade do Brasil já teria sido bom, mas o Algarve nos ofereceu bem mais que isso. Nenhum planejamento de viagem me preparou para o que encontraríamos aqui: as paisagens, as praias, o azul do mar, as formações rochosas e as grutas. Tudo isso nos fez ficar muito mais que o planejado e passamos quase uma semana entre os passeios na charmosa Lagos, a cidade que escolhemos como base e os passeios para as diferentes praias da região. A única tristeza desse período foi ter perdido minha câmera, no último dia no Algarve, quando estávamos indo em direção à Lisboa. As imagens de alguns dias se foram (inclusive muitas de Lagos), mas as lembranças estarão pra sempre na minha memória, assim como no meu coração.

Mapa do Algarve
Mapa do Algarve
Fonte: VisitPortugal

Portugal é praticamente do tamanho do estado do Rio de Janeiro, mas mesmo assim tem regiões completamente diferentes umas das outras e isso fica claro no Algarve, que tem um cenário diferente de tudo que vi no resto do país com suas grandes paisagens rochosas imersas no mar. O norte de Portugal é fabuloso e nos reservou momentos inesquecíveis, mas foi mesmo aqui no Sul que aprendi a amar o país, talvez por ter sido por onde chegamos, vindos da Espanha. Talvez, por seu ar menos urbano e mais natural. Tudo isso junto fez com que eu me apaixonasse por esse pedacinho de terra tão recheado de belezas.

Lagos, no Algarve, em Portugal.
Podia ser em alguma cidade mineira, mas é no Algarve
(Igreja Paroquial de Santa Maria de Lagos)

E  por que escolhemos Lagos?

O Algarve tem várias cidades lindinhas e charmosas, cada uma com seu conjunto arquitetônico com forte influência moura e praias lindas, mas não há dúvida que é na pequenina Lagos onde estão as mais famosas praias da região, como a Dona Ana e a Ponta da Piedade. Talvez, ficar em Lagos não seja a melhor opção para quem quer explorar a Costa Vicentina (uma região mais selvagem e protegida, que fica na transição entre o Algarve e o Alentejo, já mais ao norte), mas pra quem tem interesse nas praias mais famosas da região, Lagos é perfeita. Quando eu voltar ao Algarve (e isso acontecerá invariavelmente), pretendo ficar em Aljezur, pois fiquei muito interessada em conhecer mais da Costa Vicentina, mas não me arrependo da nossa escolha de primeira viagem.

Além das suas belezas naturais, Lagos também é especial por ter uma grande importância histórica para Portugal, já que foi daqui saíram as primeiras caravelas portuguesas rumo à África, ainda no século XV, o que iniciou o período de exploração à novas terras e que culminou no descobrimento do Brasil (com todas as ressalvas ao uso desse termo) um século depois. 

Para se ter uma ideia da importância dessa cidade, foi daqui que partiu em 1434, Gil Eanes, o navegador que foi o primeiro a passar além do Cabo do Bojador, chamado até então de Cabo do Não, já que ali era considerado o fim do mundo, de onde NÃO se deveria ultrapassar, sob o risco de ser atacado por monstros de outro mundo. Ao fazer uma manobra de bojar, ou seja, dobrar a costa, Eanes mostrou que era possível navegar para além dos mares até então navegáveis, abrindo o caminho para novas explorações marítimas e acabou por inspirar uma dos mais famosos poemas do genial Fernando Pessoa, o Mar Português:

"Ó mar salgado, quanto do teu sal
São lágrimas de Portugal!
Por te cruzarmos, quantas mães choraram,
Quantos filhos em vão rezaram!

Quantas noivas ficaram por casar
Para que fosses nosso, ó mar!
Valeu a pena? Tudo vale a pena
Se a alma não é pequena.

Quem quere passar além do Bojador
Tem que passar além da dor.
Deus ao mar o perigo e o abismo deu,
Mas nele é que espelhou o céu."

Lagos, no Algarve, em Portugal.

Outro acontecimento na história de Lagos que tornou esse lugar ainda mais especial para nós foi o fato de ter sido aqui o local de onde partiu Dom Sebastião, rei de Portugal, que na tentativa de expulsar os mouros da Península Ibérica, ainda no século XVI, desapareceu no mar, durante uma batalha. Seu corpo e seu navio nunca foram encontrados, o que fez com que a figura do rei virasse uma lenda, segundo a qual ele reapareceria numa manhã de nevoeiro. A lenda era tão forte, que chegou ao Brasil. Mais especificamente numa pequena ilha, no interior do Maranhão, chamada de Ilha de Lençóis, que tem esse nome por ter dunas muito altas e onde os locais juram de pé junto que nas noites de lua cheia, aparece Dom Sebastião e sua nau. Esse é um lugar que quero conhecer desde antes de pensar em ir pro Algarve, mas quis o destino que eu conhecesse primeiro o lugar de onde Dom Sebastião partiu para só algum dia, no futuro, conhecer onde ele está até hoje. Nesse vídeo é possível entender a força dessa lenda na região. 

Fernando Pessoa também escreveu sobre esse rei, com sua visão particular, já que para ele Dom Sebastião era um representante da loucura. Esse é um poema que para mim tem um significado todo especial, principalmente na estrofe final, em que Pessoa faz o que considero uma das melhores definições de saúde mental que conheço: 

"Louco, sim, louco, porque quis grandeza
Qual a Sorte a não dá.
Não coube em mim minha certeza;
Por isso onde o areal está
Ficou meu ser que houve, não o que há.

Minha loucura, outros que me a tomem
Com o que nela ia.
Sem a loucura que é o homem
Mais que a besta sadia,
Cadáver adiado que procria?"

O que seria o homem sem sua loucura? Provavelmente, apenas um cadáver adiado que procria. Essa visão é também compartilhada por uma das maiores psiquiatras brasileiras, Nise da Silveira, que tem uma famosa frase: "não se cure demais. Gente curada além da conta e gente chata."

Que, então, com nossa loucura, nossos sonhos, nossas lendas e fantasias prossigamos humanamente vivos, por essas descobertas de novos mundos que vão além do bojador... e da dor.


(Em tempo: a carência de fotos desse post se deve ao fato de que perdi a câmera em Porto Côvo sem ainda ter feito o back-up da maioria das fotos de Lagos. Infelizmente...)


Mais sobre o Algarve:

Mais sobre Portugal:



22 comentários:

  1. oi! Adoro o Algarve escolheram muito bem em ir para Lagos. Achei o máximo se terem sentido em casa. Portugal tem gente que sabe receber muito bem! Boas viagens!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os portugueses são encantadores e sabem receber como ninguém! Não tem como não se sentir em casa! :)
      Um beijinho

      Excluir
  2. Olá :)
    Eu sou do Algarve, de Faro e fico muito contente que se tivessem sentido em casa. Lagos é um local muito bonito, com belissimas praias e uma história interessante.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que sorte a sua, Catarina! Eu adoraria viver no Algarve! :)
      Um beijo!

      Excluir
  3. Essas fotos me fazem lembrar Macau que foi colonia de Portugal. Um pais tao pequeno mas que tem tanto a oferecer. Eu quero ter a oportunidade de conhecer tudo! Obrigada por dividir sua experiencia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ainda não conheço Macau, mas é certo que quero conhecer! :)
      Beijos

      Excluir
  4. Que imagens lindas. Morrendo de vontade de fazer uma road trip pro Portugal.
    Abraços,

    Fran @ViagensqueSonhamos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Opa! Portugal é demais! Um dos melhores lugares pra viajar, Francine! Vá assim que puder! ;)
      Beijos

      Excluir
  5. Tenho lido tanto post sobre Portugal ultimamente que acho que este país já está figurando no topo da lista de desejos! São muitos lugares maravilhosos como estes em que vocês estiveram! Obrigado por compartilhar conosco! ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, Itamar! Já comprou as passagens? rs
      Portugal é incrível!!!!
      Beijos

      Excluir
  6. Não tinha ouvido falar de Lagos ainda... Adorei saber um pouquinho mais! Faz tempo que eu quero fazer uma viagem por Portugal!! Lindo post!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lagos é um encanto e Portugal é um país mágico! Não deixe de ir, Liliane!
      Um beijo pra você!

      Excluir
  7. Que pena que perdeste as fotos e a câmara. Eu poderia ter ficado em estado de shock durante as fériastodas @_@ o Algarve é uma região interessante, contudo prefiro o Alentejo. A próxima vez aconselho as Beiras, ainda não turisticas. ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Opa! Já anotei essa dica sobre as Beiras! Obrigada, Lilly!
      Eu também adorei o Alentejo! Em breve, começarei a fazer os relatos por aqui! :)
      Sobre a câmera, eu fiquei triste alguns dias, mas temos um ditado aqui no Brasil que diz: vão-se os anéis, ficam-se os dedos! hehehehe Vida que segue!
      Um beijinho

      Excluir
  8. que lugar lindo! tenho muita vontade de visitar Portugal justamente por causa dessa região!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vá assim que puder, Angie! Algarve é paraíso!!!!
      Beijoca

      Excluir
  9. Que saudades tenho do Algarve! Quando era pequena, passava duas semanas por ano com a família em Albufeira, durante o mês de Agosto. Eram os melhores dias das “férias grandes”! Mas uma das minhas zonas favoritas é Tavira, que recomendo para passar uns dias completamente relaxados. E sim, tens que visitar Aljezur! É um paraíso... Boas viagens e fico contente por saber que também gostaste do Norte (de onde sou)! ;-) Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fui a Aljezur, mas perdi a câmera com as fotos de lá! rs
      Adorei a dica de Tavira! Já está aqui anotado pra minha próxima visita ao Algarve! Muito obrigada! :)
      Um beijinho

      Excluir
  10. Portugal sempre esteve nos meus planos de viagens (doces portugueses são parte importante dessa vontade hahaha) e o Algarve parece ser lindo! Adorei sentir o lugar pelas poesias :) Lindo post!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já lhe falei que Portugal é mais barato que o Chile, Camis! Vai logo, muié! rsrs
      Beijo!

      Excluir
  11. Lagos foi a cidade que mais gostei de visitar no Algarve! As suas praias, os monumentos, as ruas limpas e o bom ambiente da cidade faz-me querer fazer um nova visita. Obrigado por me relembrar!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Senti o mesmo, Pedro! Delícia de cidade! :)
      Um beijinho

      Excluir